QUEM SOU EU? RESPOSTAS DE DEUS À NOSSA INDAGAÇÃO SOBRE IDENTIDADE

1ª RESPOSTA: Sou criado por Deus – Gênesis 1.26,27

Gênesis foi escrito para uma geração de Israelitas que estavam saindo da escravidão do Egito. Eles experimentaram sofrimento, perda de identidade como nação e povo de Deus, pressão para adotar uma cultura politeísta do Egito e todo tipo de humilhação por serem escravos.

Moisés escreve para este povo para desconstruir todas estas afirmações sobre quem eles eram e construir e estabelecer a identidade de povo pactual de Deus. O povo que Deus havia escolhido para ter um relacionamento com Ele.

Então, somos ensinados sobre a criação do mundo. As culturas naquela época tinham cada uma sua própria história (cosmogonia). Mas agora sabemos quem criou todas as coisas:

No princípio, Deus criou os céus e a terra. Gênesis 1.1

Entre a criação de Deus está o ser humano. O único ser em que Deus “põe a mão” para fazer (Gn 2.7). Isto nos diz sobre a importância do ser humano, seu valor para Deus e sua posição sobre o restante da criação. Vamos olhar para o que diz o texto de Gênesis 1.26,27 e vamos descobrir algumas verdades sobre ser uma criatura de Deus.

Ser uma criatura é uma condição do ser humano. Quando digo que criei alguma coisa, tenho direito de dizer para o que ela funciona e compreendo do que ela foi feita. Eu sou dono daquela invenção até que me desfaça dela de alguma forma.

Quando a Bíblia diz que fomos feitos por Deus, ela nos ensina que:

Temos um Criador. Não somos de nós mesmos, mas pertencemos ao Senhor. Isto pode ser uma esperança para você quando você está com problemas a serem resolvidos na vida. Ou pode ser algo perturbador quando você não sabe se tem comunhão com aquele que te deu vida.

Somos limitados. Por termos um Senhor que nos fez, somos limitados às vontades de Deus. Somos limitados à sua bondade e ao seu amor por nós. Em outras palavras somos dependentes.

Salmos 145.15,16: Os olhos de todos esperam em ti, e tu lhes dás provisão a seu tempo; abres a mão e satisfazes o desejo de todos os viventes.

Portanto, a independência é uma ilusão. Tentar ser independente de Deus é o mesmo que uma criança pequena sair de casa e tentar a vida no mundo dos negócios sozinha. Reconhecer nossa limitação é dar um passo em direção a se tornar completo.Ninguém é absolutamente independente. Isto não pode ser possível. Em alguma instância, em algum momento você vai depender de alguém.

A primeira “declaração de independência” resultou em caos para toda a humanidade. Quando Adão e Eva tentaram decidir sobre bem e mal por si mesmos, eles se lançaram num abismo sem fim e junto com eles todos os seus descendentes.

Um outro aspecto abordado pela Bíblia é que somos feitos a imagem de Deus.

Ser imagem de Deus é nossa posição. Nos tempos antigos, os reis colocavam suas imagens em regiões que dominavam. Assim, quando alguém chegasse naquele lugar perceberia, por aquela imagem, de quem era aquela terra. Nossa dignidade e condição de humanidade vem pelo fato de sermos feitos a imagem de Deus. Qualquer um que violasse a imagem daqueles reis no passado seriam passivos de punição. Quem confere nosso valor como pessoa, como seres humanos é o próprio Deus ao ter nos criado à sua imagem.

Não somos mais dignos por termos uma roupa de marca, ou um bom carro, ou por termos uma família com um nome famoso. Temos valor porque Deus nos fez para representa-lo neste mundo.Um dos problemas deste mundo é que conferimos valor ou dignidade pelo tipo de roupa que ela usa ou o tipo de emprego que ela tem ou se ela está ou não fazendo crossfit. Assim as pessoas possuem valor enquanto elas podem ser bonitas, famosas ou ricas.

Porém, quando entendemos nosso valor à luz da nossa posição de imagem de Deus, nos encontramos em um estado de estabilidade emocional e não somos tentados a ansiedade de corrermos atrás do próximo estado de moda que este mundo impõe. Além disto, glorificamos a Deus que nos permite participar de sua própria natureza.

Porém, sabemos que nunca atingimos este status adequado da imagem de Deus. Sabemos que a queda afetou, embora não tenha tirado totalmente a nossa imagem de Deus. Então, como podemos ser o que Deus planejou que fôssemos?

A resposta se encontra na perfeição da Divindade e humanidade. Jesus Cristo o Deus homem:

Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito sobre toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas, nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam poderes; tudo foi criado por ele e para ele. Colossenses 1.15,16

Em Jesus Cristo temos uma nova humanidade. Criados à imagem dele mesmo. Somos novas criaturas livres para viver os propósitos de Deus para criação.

#BemVindoAoEvangelho

Autor: Rafael Moraes Bezerra é formado em Direito pela UFJF; mestre no programa Master of Divinity pela EPPIBA (Escola de Pastores da Primeira Igreja Batista de Atibaia) em parceria com a TLI (Training Leaders International); Pastor auxiliar da Primeira Igreja Batista em Ubá/MG

1 thought on “QUEM SOU EU? RESPOSTAS DE DEUS À NOSSA INDAGAÇÃO SOBRE IDENTIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *