POR QUE PENSAR NO INFERNO?

Num tempo em que princípios não são tão importantes, falar sobre o inferno nos parece coisa de crente alienado. Porém não o é! Embora seja uma doutrina trocada pelos ensinos que ajudam os indivíduos a construírem seus projetos de vida para o “aqui e agora”, ela é tão importante para nossos dias, quanto o foi no passado.

Mas, afinal, o que é o inferno?

O inferno é a doutrina da justa retribuição de Deus contra todo o mal neste mundo. Ao inferno serão destinados todos aqueles que desobedeceram ao Evangelho e viveram suas vidas sem levar em conta o que Deus pensa

Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.

1 Coríntios 6.9

O inferno será o lugar de tormento eterno. Pois serão punidos os pecados que foram cometidos contra a dignidade infinita de Deus.

Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos. E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna.

Mateus 25.41,46

 

A doutrina sobre o inferno não pode ser esquecida. Ela é importante por uma série de motivos. Vejamos alguns

  1. Jesus afirmou esta realidade

Se alguém diz ser cristão, deve OBRIGATORIAMENTE afirmar e acatar tudo o que Jesus disse. Aqueles que são “ovelhas do sumo pastor” ouvem sua voz e o seguem (Jo 10.27). Muitos que se dizem cristãos negam a doutrina do inferno por não acharem conveniente aos ouvidos modernos. Porém, é uma doutrina tão importante quanto qualquer outra dentro do cristianismo. Negar o inferno é negar um dos efeitos da obra de Cristo Jesus sobre os que creem. Afinal, o que Ele veio fazer foi nos livrar da ira de Deus. O ensino sobre o inferno é importante porque nos coloca de acordo com o pensamento de Jesus sobre a condenação daqueles que não o receberam como Senhor e Salvador. Portanto, concluímos que aceitar a realidade do inferno é estar de acordo com o ensino de Jesus e dos apóstolos. É se identificar com o cristianismo.

  1. Preenche nosso senso de justiça

Qualquer pessoa tem um senso de urgência quanto a necessidade de justiça. Até falamos: “aqui se faz, aqui se paga”. Porém, sabemos que não é bem assim. Quantos homens perversos passaram por este mundo e “não pagaram” pelos seus crimes? Diante disto, se negamos a doutrina do inferno, perdemos a esperança de termos um mundo justo.  Porém, com o ensino de que o inferno existe e que no final Deus triunfará sobre o mal, somos saciados na sede por justiça.

  1. Orienta nossa vida em relação a como viver hoje

Diante desta verdade, alguns a negam. A consequência deste pensamento é que se pode viver como bem quiser, sem ter que prestar contas do que se faz ou deixa de fazer nesta vida. Ou seja, quem nega a doutrina do inferno não precisa afirmar nenhum outro ponto do cristianismo. Não precisa se preocupar com o que Jesus disse. Contudo, se afirmamos que o inferno existe, temos uma única forma de viver para nos ver livre dele: crer no Evangelho. Assim, há somente uma forma de escapar do inferno, e não é negando-o. Esta forma está em abraçar o que Jesus fez por nós na cruz.

#BemVindoAoEvangelho

Sobre o autor: Rafael Moraes Bezerra é formado em Direito pela UFJF; mestre no programa Master of Divinity pela EPPIBA (Escola de Pastores da Primeira Igreja Batista de Atibaia) em parceria com a TLI (Training Leaders International); Pastor auxiliar da Primeira Igreja Batista em Ubá/MG

4 thoughts on “POR QUE PENSAR NO INFERNO?

  1. Parabéns, Pastor Rafael!!!
    Obrigada por nos ensinar e nos preparar para vida eterna. Domingo foi uma benção o culto e que Deus continue te abençoando todos os dias. Obrigada!!!

  2. Excelente reflexão. Muito importante para os tempos atuais, onde as pessoas procuram não pensar nele. Sabem que existe, mas não querem tocar no assunto.

  3. Temos vivido dias em que as Igrejas têm deixado de pregar e ensinar o verdadeiro evangelho. que foi ensinado por Jesus e anunciado pelos apostolos. Este tema, apresentado nesta mensagem, mostra a graça e tambem o Juizo de Deus. Muito bom Pr. Este é o evangelho genuíno. Apresentado sem medo e com comprometimento.

  4. Temos vivido dias em que as Igrejas têm deixado de pregar e ensinar o verdadeiro evangelho que foi ensinado por Jesus e anunciado pelos Apóstolos . Este tema, apresentado nesta mensagem, mostra a graça e tambem o Juizo de Deus. Muito bom Pr. Este é o evangelho genuíno. Apresentado sem medo e com comprometimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *